Em crise, Redding revela ter “perdido a cabeça” em Le Mans

compartilhar
comentários
Em crise, Redding revela ter “perdido a cabeça” em Le Mans
David Gruz
Por: David Gruz
23 de mai de 2018 21:42

Com lugar na Aprilia em risco, piloto britânico diz que se sente pressionado para mostrar serviço

Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini
Scott Redding, Aprilia Racing Team Gresini

Mesmo fazendo um teste positivo em Mugello antes da corrida em Le Mans, Scott Redding se classificou em 22º para o GP na França e acabou caindo.

Falando após a corrida, Redding admitiu que tem tido dificuldades para lidar com a pressão crescente, mas disse que "não pode mostrar nada" com a atual Aprilia RS-GP.

Quando perguntado se o GP da França foi um fim de semana ruim para seu futuro, ele disse: "eu não sei, mas foda-se, eu não posso fazer nada sobre isso”.

"Eu perdi a porra da cabeça ontem (sábado), venho e tenho pressão para mostrar resultados, mas não consigo mostrar nada. Quando tento mostrar algo, eu caio.”

"Não é fácil, porque está sempre na sua mente, e você pensa: 'ok, agora neste fim de semana será melhor, você está na zona de segurança'. Mas agora estou ainda mais na merda do que antes do fim de semana.”

"A porra da coisa não funciona para mim no momento, e como eu disse ontem, nós tentamos de tudo. A moto foi virada do avesso desde de Jerez. É completamente o oposto.”

"O teste de Mugello foi bom, chegamos aqui e foi um desperdício de tempo. Não faz sentido fazer testes, porque parece que sempre voltamos ao zero."

Redding acrescentou que ficaria "chateado" se a Aprilia anunciasse outro piloto para 2019 e depois ele encontrasse uma correção que lhe permitisse alcançar bons resultados.

No entanto, o britânico disse que se a Aprilia não melhorar sua moto pelo restante de 2018, ele não gostaria de ficar com a equipe de qualquer maneira.

"Se for assim, não posso mostrar nada", disse ele. "O que você quer que eu faça? Eu não posso fazer milagres”.

"A coisa que me incomodaria seria se eles me substituíssem por um outro piloto, e se trouxessem algumas peças novas que me permitissem mostrar meu potencial. Então, ficaria puto."

"Se for assim até o final do ano e eu não conseguir descobrir o problema, eu de qualquer forma não gostaria de ficar novamente por mais um ano."

Entre os candidatos para substituir Redding estão Andrea Iannone, que provavelmente perderá sua vaga na Suzuki, e Danilo Petrucci, que tem como alvo a equipe de fábrica da Ducati, mas também tem uma oferta da marca de Noale na mesa.

Next article
Viñales lidera teste de pneus da MotoGP em Barcelona

Previous article

Viñales lidera teste de pneus da MotoGP em Barcelona

Next article

Opção da Honda expira, e Mir se aproxima da Suzuki para 2019

Opção da Honda expira, e Mir se aproxima da Suzuki para 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da França
Localização Le Mans Circuit Bugatti
Pilotos Scott Redding
Equipes Aprilia Racing Team Gresini
Autor David Gruz
Tipo de matéria Últimas notícias