Viñales vê Yamaha mais constante no Catar; Rossi é cético

compartilhar
comentários
Viñales vê Yamaha mais constante no Catar; Rossi é cético
David Gruz
Por: David Gruz
2 de mar de 2018 13:13

Depois de liderar, espanhol avalia primeiro dia de teste como positivo, mas entende que ainda há pontos a melhorar

Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Com o primeiro tempo no primeiro dia de testes no Catar, Maverick Viñales se confessou muito feliz com a melhora da Yamaha após o teste ruim na Tailândia, onde foi apenas 12º no último dia.

O espanhol disse que as mudanças de acerto ao longo do dia em Losail o fizeram "se sentir melhor e melhor", e a moto se apresentou "muito positiva" nas áreas onde a Yamaha havia tido problemas.

"Nós tentamos configurações diferentes no começo, e não me senti tão bem. Senti os mesmos problemas da Tailândia, mas depois de mudar a configuração, eu comecei a me sentir melhor e melhor a cada saída", disse ele.

"Na última saída, tentei muitas voltas seguidas tentando me concentrar no estilo de pilotagem, e isso me parece muito bom. A moto parece muito constante, e eu pude andar bem.”

"Claro que esta pista se adequa à nossa moto um pouco melhor. Temos curvas menos velozes, mas de qualquer forma nas áreas que queríamos melhorar, foi muito positivo.”

"Ainda há muitas áreas a serem melhoradas, especialmente a velocidade de curva e a entrada das curvas, então precisamos manter o foco e continuar trabalhando."

Rossi: Catar se adequa à Yamaha

Rossi, que foi o sétimo mais rápido, também descreveu o dia como positivo, mas crê que a boa forma da Yamaha tenha sido devido à pista mais do que qualquer avanço.

"Eu acho que é mais a pista, porque aqui a moto corre bem e temos um nível de aderência confortável com os pneus", disse Rossi.

"A moto é exatamente a mesma que tivemos há duas semanas na Tailândia, onde tivemos mais problemas.”

"Eu fui muito rápido, mas ainda há muito trabalho no chassi e na eletrônica.”

"No final, sou sétimo. Então não é como se eu estivesse muito feliz, mas estou a 0s3 de distância (do melhor tempo), o que não é tão ruim. A moto é boa, então foi um bom dia."

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

Próxima MotoGP matéria
Lorenzo diz que chassi da Ducati “não funcionou” no Catar

Previous article

Lorenzo diz que chassi da Ducati “não funcionou” no Catar

Next article

Márquez: Não negociei com ninguém além da Honda

Márquez: Não negociei com ninguém além da Honda
Load comments