Acordo Martini e Williams não será renovado após 2018

compartilhar
comentários
Acordo Martini e Williams não será renovado após 2018
Por: Lawrence Barretto
27 de fev de 2018 11:02

Time e empresa de bebidas terminarão contrato de anúncio após cinco temporadas na Fórmula 1

The Williams hospitality unit
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41

A Martini não estenderá o acordo de patrocínio com a Williams quando o contrato vigente expirar, no final desta temporada, após um período de cinco anos de parceria.

O Motorsport.com soube que a Martini até chegou a discutir uma extensão com a Williams, além de falar com outras equipes sobre um acordo alternativo. Mas acredita-se que o conselho do Grupo Bacardi, do qual a Martini pertence, tenha decidido parado de investir na F1, que não está mais alinhada com seus objetivos estratégicos.

Quando solicitada a comentar o assunto, a vice-diretora da equipe, Claire Williams, disse ao Motorsport.com: "nós discutimos o prolongamento do acordo para além de 2018”.

"Enquanto ambos gostaríamos de aumentar o contrato, o Grupo Bacardi nos contou que eles irão se afastar completamente da Fórmula 1 quando nosso contrato expirar no final deste ano.”

"Eles têm muitas marcas para apoiar e, obviamente, suas prioridades estratégicas evoluem ao longo do tempo".

A saída da Martini é um grande golpe para a Williams. Porém, ela continua mantendo um sólido grupo de patrocinadores, adicionando a empresa Acronis ao portfólio antes desta temporada.

O time também recebeu uma importante injeção de dinheiro da SMP Racing, como parte do acordo para assinar com Sergey Sirotkin antes desta temporada.

A Williams também usufrui dos benefícios financeiros de ter Lance Stroll, apoiado por seu pai bilionário, Lawrence.

Claire Williams disse que o time permaneceu "financeiramente estável", mas não comentou mais sobre as finanças da equipe. Ela acrescentou que uma "comunidade parceira forte é fundamental para a nossa operação".

Houve sugestões de que a Williams, com dois pilotos de menos de 25 anos, prejudicaria as relações com a Martini, mas o fim do acordo é entendido por ser opção da marca.

A Martini continuará a trabalhar com a Williams e seus pilotos - incluindo o reserva Robert Kubica - pelo resto do ano. O time participará da celebração do 50º aniversário da Martini Racing.

Próxima Fórmula 1 matéria
Ecclestone sugere que F1 deva ser 100% elétrica no futuro

Previous article

Ecclestone sugere que F1 deva ser 100% elétrica no futuro

Next article

GALERIA: As pinturas definitivas para temporada 2018 da F1

GALERIA: As pinturas definitivas para temporada 2018 da F1

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Lawrence Barretto
Tipo de matéria Últimas notícias