Renault diz que problemas mecânicos são culpa da Red Bull

compartilhar
comentários
Renault diz que problemas mecânicos são culpa da Red Bull
2 de ago de 2018 15:24

Chefe da equipe francesa fala que time austríaco se nega a usar componente atualizado por alterar encaixe do motor no chassi

A sonora reação de Max Verstappen em seu carro após o abandono do GP da Hungria do último final de semana desencadeou mais uma guerra entre Red Bull e Renault.

Chefe da Red Bull, Christian Horner foi entrevistado ao vivo pela TV britânica Sky Sports logo após o abandono de Verstappen e disse: "eu não vou ficar empolgado e falar muito, mas nós pagamos vários milhões de libras por esses motores, por um produto de primeira classe, produto de última geração, e você pode ver que é claramente um pouco abaixo disso”.

“Então é frustrante, é isso mesmo. Vou deixar Cyril (Abiteboul, chefe da Renault) inventar suas desculpas depois”, provocou Horner.

Abiteboul respondeu às críticas e deu a entender que a culpa dos repetidos problemas nas unidades Renault dos carros da Red Bull são da própria equipe austríaca.

“Em Mônaco nós mudamos para um MGU-K aprimorado”, iniciou Abiteboul.

“Mas a Red Bull não está usando, porque afeta a forma como a unidade de energia é colocada e encaixada em seu carro. O novo MGU-K gerencia e contém as temperaturas de forma mais eficaz.”

“Não houve problemas com os nossos carros, mas não podemos forçar a Red Bull a fazer o mesmo que nós. É uma decisão deles.”

A Red Bull não finaliza um GP com os dois carros há quatro provas. Enquanto isso, a Renault teve apenas um problema mecânico com Nico Hulkenberg, na Áustria.

Próxima Fórmula 1 matéria
Giovinazzi: Bons testes não me garantirão na F1

Previous article

Giovinazzi: Bons testes não me garantirão na F1

Next article

Kubica: “Estou totalmente familiarizado com o carro”

Kubica: “Estou totalmente familiarizado com o carro”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias